Compartilhar

  • Compartilhar através do Facebook
  • Compartilhar através do Twitter
  • Compartilhar através do Linkedin
  • Compartilhar através de Email

Mercados de Atuação

Segmento de Bolsas

As bolsas de valores são ambientes físicos ou virtuais organizados para compra e venda de títulos e valores mobiliários. Para que as transações ocorram, é necessário que funcione, de forma harmoniosa, toda uma cadeia de serviços de negociação e pós-negociação (procedimentos que ocorrem após os negócios serem fechados).

Plataforma de negociação: sistema que permite que compradores e vendedores se encontrem e realizem negócios.

Câmara de compensação: responsável pelo cálculo das posições compradas e vendidas a partir da compensação multilateral das posições e pelo controle de risco do mercado. Essa câmara também atua como contraparte central garantidora (CCP), situação na qual a Bolsa se interpõe entre compradores e vendedores e assume a responsabilidade de honrar todas as compras e todas as vendas.

Câmara de liquidação: sistema que controla e processa a troca de dinheiro pelos títulos negociados entre compradores e vendedores (ou apenas de dinheiro no caso de derivativos), extinguindo os direitos e as obrigações oriundas da compensação.

Central depositária: responsável pela contabilização, guarda, atualização e coordenação de eventos corporativos (pagamentos de proventos, bonificação etc.) dos ativos negociados, sendo que para isso assume a propriedade fiduciária dos ativos depositados. Também realiza a movimentação física dos ativos no processo de liquidação das operações. O serviço de depositária não é prestado para o mercado de derivativos.

No Brasil, o setor de bolsas é verticalmente integrado. A B3 realiza todas as atividades de negociação e pós-negociação de ações, derivativos e outros valores mobiliários. Isso quer dizer que a Companhia presta todos os serviços necessários para os participantes do mercado (investidores, corretoras), desde transações de compra e venda, passando por compensação e controle do risco, liquidação, até custódia completa dos títulos.

A característica do setor de bolsas varia entre os países. Veja o quadro comparativo abaixo.

Diferenças dos serviços prestados pelas bolsas de ações em diferentes países e continentes:

 

Segmento de Títulos e Valores Mobiliários (UTVM) - Cetip

A UTVM oferece ao mercado um modelo de negócio totalmente integrado. Suas atividades compreendem: (a) disponibilização de sistemas de registro, compensação, liquidação e custódia; (b) depósito centralizado de ativos; (c) registro de ativos e de ônus e gravames sobre tais ativos; (d) registro de instrumentos de constituição de garantia; e (e) outros serviços relacionados.

Entre os principais ativos da UTVM, destacam-se os ativos privados de renda fixa - como Certificados de Depósito Bancário (CDB), Certificados de Depósito Interfinanceiro (CDI), Letras Financeiras (LF), Letras de Crédito Imobiliário (LCI), Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI), Debêntures, entre outros - e de derivativos de balcão.

 

Segmento de Financiamentos (UFIN) - Cetip

A UFIN oferece um sistema eletrônico integrado privado para inserção, pelos agentes financeiros, de restrições financeiras relacionadas a operações de financiamentos de veículos e imóveis, com abrangência da totalidade desses registros no Brasil, e à custódia dessas informações.  Essa plataforma possibilita o registro de garantias constituídas sobre veículos automotores ou imóveis, bem como da propriedade de veículos automotores objeto de operações de arrendamento mercantil, nos termos da regulamentação aplicável.

A UFIN também presta serviços de entrega eletrônica das informações de contratos de financiamento em nome das instituições credoras para órgãos de trânsito para que esses realizem suas atividades de registro de contratos e anotações de gravames pelos órgãos de trânsito, além de dar suporte à avaliação das garantias de imóveis para o mercado de crédito imobiliário.

Última atualização em