Compartilhar

  • Compartilhar através do Facebook
  • Compartilhar através do Twitter
  • Compartilhar através do Linkedin
  • Compartilhar através de Email

Setor de Bolsas

As bolsas de valores são ambientes físicos ou virtuais organizados para compra e venda de títulos e valores mobiliários. Para que as transações ocorram, é necessário que funcione, de forma harmoniosa, toda uma cadeia de serviços de negociação e pós-negociação (procedimentos que ocorrem após as operações):

  • Plataforma de negociação: sistema que permite que compradores e vendedores se encontrem e realizem negócios.
  • Câmara de compensação: responsável pelo cálculo das posições compradas e vendidas e pelo controle de risco do mercado. Essa câmara também pode atuar como contraparte central garantidora (CCP), situação na qual a Bolsa se interpõe entre compradores e vendedores e assume a responsabilidade de honrar todas as compras e todas as vendas.
  • Câmara de liquidação: sistema que controla e processa a troca de dinheiro pelos títulos negociados entre compradores e vendedores.
  • Central depositária: responsável pela contabilização e guarda dos ativos negociados.

No Brasil, o setor de bolsas é verticalmente integrado. A BM&FBOVESPA realiza todas as atividades de negociação e pós-negociação de ações, derivativos e outros valores mobiliários. Isso quer dizer que a Bolsa presta todos os serviços necessários para os participantes do mercado (investidores, corretoras etc.), desde transações de compra e venda, passando por compensação e controle do risco, liquidação e, por fim, pela custódia completa dos títulos.

A característica do setor de bolsas varia entre os países. Veja o quadro comparativo abaixo.

Diferenças dos serviços prestados pelas bolsas de ações em diferentes países e continentes:

Última atualização em